LIPOASPIRAÇÃO

A lipoaspiração é uma especialidade da cirurgia plástica que objetiva a redução do volume de gordura corporal, em áreas localizadas, conferindo ao paciente um melhorcontorno corporal. Embora muitos pensem, a lipoaspiração não é feita para perder peso, pois a maior mudança se dá na silhueta corporal e não na balança.

Os melhores resultados são obtidos nas lipoaspirações em que o paciente apresenta gordura localizada. Cirurgias em áreas extensas e grandes volumes têm maior probabilidade de deixar irregularidades.

No caso da lipoescultura, parte da gordura aspirada é usada para enxertar áreas em que se precisa um maior preenchimento (glúteo, sulcos da face, etc.).

Tipo de anestesia:
Depende da área a ser operada e do volume de gordura a ser lipoaspirado. Pode ser desde a anestesia local, local com sedação, peridural ou geral.

Tempo de internação:
Varia de 12 à 24 horas, dependendo do tamanho da lipoaspiração.

Pós-operatório:
Geralmente há edema (inchaço) e equimoses (manchas roxas), que resolvem sozinhos em 21 dias, na maioria dos casos.

Durante o 1º mês depois da Lipoaspiração o paciente apresenta notável melhora do edema, quando então passa a notar endurecimento na área operada, decorrente da cicatrização interna. Este endurecimento melhora progressivamente durante o 2º e 3º meses, época na qual ocorre uma maior retração da pele. Uma cinta elástica deve ser usada por um mês e meio e é indicada drenagem linfática e ultrassom a partir de sete dias da cirurgia, no intuito de acelerar a recuperação, reduzir o inchaço e o endurecimento.

Complicações:
São raras as complicações em lipoaspiração, porém podem ser citadas: hematoma, seroma, irregularidades, infecção, trombose, acidentes durante a cirurgia e problemas anestésicos.

O seroma, a complicação mais comum em grandes lipoaspirações, é o acúmulo de um líquido claro na região operada, formando como uma "bolsa de água". Nestes casos procede-se ao esvaziamento através de punções, com resolução do problema e sem prejuizo do resultado. Pode-se usar drenos em lipoaspirações extensas, o que reduz o risco de seroma, por drenar o líquido formado, evitando assim que este acumule.

Resultado Definitivo:
O resultado definitivo da Lipoaspiração se dá após seis meses, porém chega-se a 80% aos 4 meses.
Perguntas Frequentes
1. Quem é um bom candidato para a lipoaspiração?
Pacientes com gordura localizada, que estejam no peso ideal ou próximo dele, pois a lipoaspiração é feita para modelar a silhueta corporal e não para emagrecer. Pacientes jovens, de pele elástica, visto que a lipoaspiração não retira pele e a presença de sobra de pele após a cirurgia dependerá da capacidade de retração da pele.

2. Em quais regiões do corpo posso fazer uma Lipoaspiração?
A lipoaspiração é feita para a retirada de gordura localizada e pode ser realizada em locais de acúmulo natural de gordura, como abdomen, flanco, dorso, pernas, braços e face. Não se faz lipoaspiração em regiões de articulação, como cotovelos, tornozelo e parte posterior dos joelhos.

3. Que tipo de anestesia é usada na lipo?
Depende da quantidade de gordura e extensão da área lipoaspirada. Pode ser desde a local com sedação, peridural ou geral.

4. As cicatrizes após a lipoaspiração são grandes? Onde ficam?
As cicatrizes da lipoaspiração são muito pequenas, de 5 a 10mm, e são colocadas em áreas escondidas, como sob a marca do biquini, dentro do umbigo ou no sulco mamário. Geralmente ficam com uma boa qualidade, sendo pouco notadas.

5. Quanto tempo dura a cirurgia de lipoaspiração?
Depende da extensão da área lipoaspirada e da quantidade de gordura a ser retirada. Pode durar desde uma até cinco horas.

6. Qual é o período de internação?
Pode ser de 12h ou 24h, dependendo do tamanho da cirurgia.

7. É necessário usar dreno?
Nas pequenas lipoaspirações não se usa o dreno. Já nas grandes podem ser usados por alguns dias (média de três a dez dias), pois nos primeiros dias há grande quantidade de secreção e a retirada desta reduz o edema (inchaço) e a equimose (roxidão).

8. Por quanto tempo devo usar a cinta no pós-operatório?
A cinta compressiva deve ser usada por um mês e meio após a cirurgia.

9. O pós-operatório da Lipoaspiração é muito doloroso?
O limiar de dor de cada paciente é muito variável. A sensação mais comumente referida é a de desconforto pelo inchaço e dor quando pressionada a área operada, mas facilmente tratada por meio de analgésicos simples que serão receitados.

10. Como fica a sensibilidade da área operada?
Quando a cânula de lipoaspiração aspira a gordura, raspa em pequenos nervos que dão a sensibilidade na região. Logo, há uma alteração da sensibilidade local devido ao trauma depois da lipoaspiração ou lipoescultura, que tende a retornar gradativamente com o tempo. Alguns pacientes referem dor, outros insensibilidade, outros amortecimento local, etc.

11. Como é a recuperação pós-operatória da Lipoaspiração?
O paciente sai da sala de cirurgia já com um novo perfil, porém este está obscurecido pelo edema (inchaço). O edema e a equimose (roxidão) são mais intensos durante as primeiras três semanas, com resolução paulatina. Um edema residual é mantido até por volta do quarto mês. No final do primeiro mês, quando começa a haver uma melhor absorção do edema, é comum o surgimento de áreas endurecidas e nodulaçoes, devidas à fibrose (cicatrização interna). Essas endurações serão geralmente dissolvidas do segundo ao quarto mês. A retração da pele ocorre do terceiro ao sexto mês depois da Lipoaspiração e sua intensidade depende da qualidade da pele.

12. Quando são retirados os pontos?
Os pontos são retirados dos 7 aos 14 dias pós-operatórios.

13. Quando se alcança o resultado definitivo de uma lipoaspiração?
Após o sexto mês pós-operatório, quando as cicatrizes estão maduras.

14. Quando poderei voltar às atividades normais?
As atividades poderão ser retomadas assim que o desconforto tiver cedido. Para atividades profissionais geralmente 7 a 14 dias. As atividades físicas levam mais tempo para o retorno. No caso de lipoaspirações de pequeno porte (menos de 1 litro, com anestesia local), a recuperação é mais rápida, podendo ser o retorno às atividades diárias quase que imediato. Exercícios devem esperar.

15. Quando poderei fazer exercícios físicos?
Depende do tamanho da lipoaspiração, podendo demorar de um a dois meses.

16. Qual o risco de complicações na lipoaspiração?
Algumas complicações possíveis são o hematoma, o seroma (acumulo de soro), a infecção e a trombose. Todas são raras, principalmente se a lipoaspiração tiver sido realizada por um membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Tão importante quanto se evitar as complicações é estar em um local que tenha recursos e assistido por um médico que saiba tratá-las.

17. A Lipoaspiração pode ser associada à outras cirurgias?
Sim, é comum a associação da lipoaspiração a outras cirurgias. A extensão da lipoaspiração determinará qual cirurgia poderá ser associada. É muito frequente a associação da lipoaspiração à abdominoplastia, pois a lipo retira gordura e a abdominoplastia trata o excesso de pele e flacidez abdominal, o que torna as duas cirurgias complementares em alguns casos.

18. Posso fazer lipoaspiração antes de engravidar?
A lipoaspiração não altera ou atrapalha a gravidez, pois retira apenas gordura. É comum, porém, a confusão entre lipoaspiração e abdominoplastia, a qual retira pele do abdomen e por isso geralmente não é realizada antes de uma gravidez.

19. No caso de engravidar depois da lipoaspiração perderei o resultado da cirurgia?
A questão de engordar ou não depende apenas da paciente e de sua dieta e hábitos. Não é devido à lipoaspiração que se engorda e sim devido ao que se come. Logo, pacientes que controlam o peso não engordarão, outros que não controlam engordarão, tendo feito lipoaspiração ou não.

20. É necessário fazer drenagem pós-operatória?
A drenagem linfática auxilia a reduzir o edema (inchaço) e a evitar o acúmulo de líquidos abaixo da pele, sendo muito importante na recuperação da lipoaspiração.

21. Para que serve o ultrassom no pós-operatório da lipoaspiração?
O ultrassom auxilia a organizar a cicatrização interna depois da lipoaspiração, sendo muito importante para minimizar nodulações e irregularidades pós-operatórias.

22. Qual médico está apto a realizar a Lipoaspiração?
A lipoaspiração é uma especialidade da cirurgia plástica e apenas os cirurgiões plásticos que tiveram formação para tanto estão aptos a realizá-la. Todo cirurgião plástico especialista faz parte obrigatoriamente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, devendo o paciente se certificar da especialização do seu médico. Infelizmente hoje há vários médicos não especialistas (não cirurgiões plásticos) fazendo lipoaspirações e com isso aumentando o risco das cirurgias.

23. O que é a minilipo?
A minilipo ou lipolight nada mais é que uma lipoaspiração com anestesia local, técnica antiga e sem grandes novidades. O que se tem realizado hoje é esse tipo de lipoaspiração em consultórios e em áreas localizadas do corpo. Quanto ao resultado, é mais arriscada, pois a chance de ter irregularidades e assimetrias entre as partes lipoaspiradas em dias diferentes é maior do que em uma lipoaspiração realizada em um único dia. Por ser com anestesia local, sem nenhuma sedação, muitas vezes o paciente sofre com dores e o procedimento acaba não sendo realizado de forma adequada.

24. A minilipo é mais segura que a lipoaspiração tradicional?
Isso é o que se difunde, mas não é verdade! Por ser realizada em consultório, o risco de infecções é maior e a aparelhagem médica de segurança muito inferior a de um centro cirúrgico. Ainda mais, como se faz várias sessões, multiplicam-se os riscos por várias vezes. Porém, o mais preocupante é que a maioria dos médicos que fazem a "minilipo" ou "lipo-light", não são cirurgiões plásticos, logo não são especialistas, o que aumenta enormemente os riscos de complicações.

25. É possivel associar outras cirurgias plásticas à lipoaspiração ou lipoescultura?
Sim. É muito frequente a associação da lipoaspiração à abdominoplastia, mamoplastia de aumento, rinoplastia ou outras cirurgias plásticas. A possibilidade da associação de 3 ou mais cirurgias será avaliada pelo cirurgião, tendo em vista a extensão e segurança da cirurgia.
Recomendações de Pré e Pós-operatório
Recomendações pré-operatórias à cirurgia plástica:
1. Comunicar-se conosco até dois dias antes da operação, em caso de gripe ou indisposição;

2. Internar-se no hospital indicado, obedecendo ao horário previamente marcado;

3. Evitar bebidas alcoólicas ou refeições muito lautas na véspera da cirurgia;

4. Evitar todo e qualquer medicamento para emagrecer que eventualmente esteja fazendo uso por um período de 14 dias antes do ato cirúrgico. Isso inclui também os diuréticos;

5. Evitar fumar por, ao menos, 15 (quinze dias) antes da cirurgia;

6. Manter jejum de 8 horas antes da hora marcada da cirurgia;

7. Evitar todo e qualquer medicamento à base de ácido acetil-salicílico (AAS, Aspirina, Melhoral, Bufferin, Doril, etc) ou qualquer medicação com efeito anticoagulante pelo menos 15 (quinze) dias antes da cirurgia.

Recomendações pós-operatórias à cirugia plástica:
1. Evitar esforços por 30 dias;

2. Evitar molhar o curativo durante a primeira fase (2 dias);

3. Não se exponha ao sol, por um período mínimo de 8 semanas;

4. Evitar todo e qualquer medicamento à base de ácido acetil-salicílico (AAS, Aspirina, Melhoral, Bufferin, Doril, etc) ou qualquer medicação com efeito anticoagulante pelo menos 15(quinze) dias depois da cirurgia;

5. Alimentação normal (salvo em casos especiais);

6. Usar a cinta elástica por um mês e meio.

ASSOCIAÇÕES

  • Captura de Tela 2017-12-01 às 13.32.07.png
  • Captura de Tela 2017-12-01 às 13.31.48.png
  • Captura de Tela 2017-12-01 às 13.31.43.png